5 Motivos Para Investir no Peer-to-Peer Lending Imobiliário

Cofundador da CapRate aponta o que investidor deve considerar ao escolher investimento em renda fixa

Quando se fala em investimentos, o assunto é coisa séria, afinal, ninguém gosta de perder dinheiro. Até por isso, aplicar em renda fixa, mesmo com a Taxa Selic estando ainda em seus patamares mais baixos na história, é tão popular e buscado pelos investidores brasileiros.

No entanto, com a última elevação da Selic de 4,25% para 5,25% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom), os investimentos em renda fixa voltaram a chamar a atenção de diferentes perfis de investidores. 

A renda fixa é uma classe de investimento em que a rentabilidade é pré-fixada. Ou seja, ao inserir a modalidade dentro de uma carteira de investimentos, o investidor já sabe previamente a remuneração do título dentro de um determinado espaço de tempo. 

Uma das alternativas desta modalidade que prioriza a segurança é o Peer-to-Peer Lending do ramo imobiliário. Neste mercado temos como um dos principais players a CapRate, plataforma P2P Lending do ramo imobiliário e a primeira do segmento a atuar como Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP) autorizada e regulamentada pelo Banco Central (BC) no país. 

Pensando neste perfil de investidor, o cofundador da CapRate, Paulo Deitos, aponta cinco motivos que mostram que vale a pena investir em P2P Lending imobiliário.

1) Rentabilidade

Tesouro Direto, CDI e Poupança são os principais alvos dos investidores em renda fixa. Entretanto, o P2P Lending imobiliário tem chamado a atenção por oferecer rentabilidade superior frente às outras opções de investimentos.  

“Com o P2P Lending imobiliário, o investidor tem garantia de rendimentos muito acima dos demais em renda fixa. Em determinadas rodadas na CapRate o percentual de ganho pode chegar a 300% frente ao CDI ou a poupança, e ser quase o dobro do Tesouro Direto”, explica o cofundador da CapRate.  

2) Agilidade dos pagamentos

Com o P2P Lending imobiliário os retornos, além de terem uma rentabilidade superior e mais vantajosa, ocorrem muito mais rápido do que qualquer outra modalidade de renda fixa. 

“As plataformas de P2P Lending imobiliário normalmente estabelecem retornos de 11% a 15% ao ano e um prazo que varia entre 18 e 36 meses. A CapRate, por exemplo, nos últimos quatro meses realizou mais de 2 mil pagamentos e ultrapassou a marca de R$2 milhões repassados aos investidores. Enquanto isso, os demais investimentos levam mais tempo para atingir o mesmo valor de retorno. Ou seja, a agilidade em que o valor investido via P2P retorna para o investidor é muito mais vantajosa”, ressalta Paulo.

3) Democratização dos investimentos

Entre as vantagens do P2P Lending imobiliário também está a democratização dos investimentos, visto que as plataformas possibilitam aplicações a partir de R$1 mil. Isso possibilita que o investidor possa diversificar sua carteira de investimentos.

“Com possibilidade de investir a partir de R$1 mil, o investidor fica à vontade para aplicar em quantos empreendimentos disponíveis ele quiser. O P2P Lending imobiliário nasceu para democratizar e facilitar o alcance ao mundo dos investimentos por qualquer pessoa”, finaliza o cofundador da CapRate.

4) Sem taxas

Com o P2P Lending imobiliário não há necessidade de um gestor ou consultor para controlar seu investimento. Isso joga a favor deste segmento. Afinal, o pagamento de corretagem é uma dos maiores empecilhos de novos investidores entrarem em definitivo no mundo dos investimentos. 

“Dessa forma, o investidor fica despreocupado porque isso garante a ele que o seu dinheiro irá 100% para o investimento”, salienta o cofundador da CapRate, fintech que segue esse caminho de não cobrar taxas para favorecer quem investe em um empreendimento imobiliário. 

5) Retorno para a Sociedade

Quando um investidor opta pelo P2P Lending imobiliário, os ganhos não são apenas individuais. Esse tipo de investimento favorece a própria sociedade, uma vez que disponibiliza recursos para o desenvolvimento de diversos empreendimentos essenciais. Em outras palavras, o P2P Lending imobiliário garante mais oportunidades de trabalho e dinheiro circulando na economia.

O investimento em renda fixa por meio do P2P Lending imobiliário garante que as incorporadoras também tenham mais possibilidades de executar seus empreendimentos e gerar empregos. 

“Com novos postos de trabalho, a economia sente um impacto positivo com esse aumento do poder de compra da população. Investir com o P2P Lending garante toda uma economia, desde o empreendedor, passando pelo investidor e chegando até a sociedade como um todo”, finaliza Paulo Deitos. 

Sobre a CapRate

A CapRate é uma plataforma P2P Lending imobiliário que busca aproximar duas pontas do mercado imobiliário: o investidor e o incorporador. Em operação no mercado imobiliário desde 2018, a CapRate conta com mais de 1.300 investidores e já captou mais de R$14 milhões para diferentes incorporadoras, além de ter realizado mais de 10.000 pagamentos com 0% de inadimplência. A média histórica das captações da CapRate até hoje é de 12,85% ao ano. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.