Depreciação de veículos: aprenda o que é, suas causas e como calcular

Especialistas em automóveis afirmam que escolher um carro que mantenha bem o seu valor proporciona uma economia muito maior ao longo do tempo do que focar na eficiência de combustível

No que diz respeito a grandes compras, um carro, para a maioria das pessoas, fica atrás apenas de uma casa. Mas, ao contrário de uma casa, um carro é um ativo que se deprecia. 

É importante que você saiba o que causa a depreciação de veículos, para tomar uma decisão informada ao comprar ou vender um carro ou até mesmo quando avalia a frota de um serviço de aluguel de carros, identificando quais fatores são mais importantes.

Alguns dizem que o veículo começa a perder valor no momento em que você o tira da concessionária, mas isso é mesmo verdade?

Acompanhe este artigo e entenda o que é, qual a causa e como calcular a depreciação de veículos.

O que é depreciação de veículos?

Depreciação do veículo é a taxa na qual o valor de um carro diminui ao longo do tempo. Prestar atenção em como um carro perde seu valor é importante por alguns motivos.

Essa queda no montante varia entre marcas e modelos, mas normalmente fica entre 15-35% no primeiro ano e até 50% ou mais em três anos.

Especialistas em automóveis afirmam que escolher um carro que mantenha bem o seu valor proporciona uma economia muito maior ao longo do tempo do que focar na eficiência de combustível.

Na hora de vender ou trocar seu veículo, a depreciação afeta quanto dinheiro você pode conseguir. Quando você está comprando um carro, ter uma noção de quão rápido ele pode desvalorizar pode ajudá-lo a decidir se deve prosseguir com o negócio. 

Se você financiar o veículo e tiver um empréstimo de longo prazo, a depreciação pode colocá-lo em uma situação em que você deve mais pelo empréstimo do que pelo valor do automóvel.

Quer saber com que rapidez um carro se deprecia ou como você pode descobrir? Vamos dar uma olhada em algumas maneiras de estimar a depreciação do seu carro.

Quais são as causas de desvalorização de um veículo?

A depreciação às vezes pode parecer um conceito abstrato, mas tem um efeito real no valor do seu carro. Aqui estão as razões pelas quais alguns veículos depreciam mais rapidamente do que outros:

Quilometragem

A quilometragem média é de cerca de 10.000 por ano. Quanto mais km rodados, menos vale o seu carro.

Confiabilidade

Alguns carros têm a reputação de não serem confiáveis. Isso pode ser baseado em pesquisas de satisfação do cliente.

Número de proprietários

Quanto menos, melhor. Portanto, verifique o número de proprietários anteriores no diário de bordo do carro ou no registro.

Estado geral

Danos à carroceria, interior e exterior reduzirão o valor. Certifique-se de inspecionar um carro usado com cuidado antes de comprar.

Histórico de serviço

Quanto mais completo, melhor. O livro de serviço deve ter selos ou recibos mostrando os reparos de acordo com as recomendações do fabricante.

Duração da garantia

Três anos é bom, mas alguns fabricantes agora oferecem até sete anos, o que é um bônus na venda do seu carro.

Modelos novos

Alguns modelos são “restaurados” ou substituídos a cada poucos anos, enquanto alguns duram 10 anos ou mais. Quanto mais recente for o modelo, melhor será seu valor.

Tamanho

Os carros grandes de luxo tendem a depreciar mais do que os carros menores, porque custam mais para rodar e têm contas mais altas para peças e manutenção.

Economia de combustível

Quanto mais km/l, melhor para muitos compradores. O valor do imposto rodoviário a pagar também é uma consideração. 

Os carros que consomem muito combustível custam muito mais impostos a cada ano, o que os torna menos desejáveis ​​quando são vendidos em segunda mão. 

Vejamos essas dicas para minimizar a depreciação:

  • Mantenha a quilometragem baixa;
  • Cuide bem do seu carro e repare quaisquer danos o mais rápido possível;
  • Compre um carro quase novo ou usado para evitar a depreciação mais acentuada;
  • Evite modificações desnecessárias, como rodas largas;
  • Venda na época certa do ano;
  • Limite-se a cores populares, uma tonalidade ultrajante pode agradar a você, mas afastará muitos compradores quando você quiser vender seu carro.
  • Faça sua pesquisa antes de comprar um carro, veja a redução dos valores em modelos mais antigos e veículos semelhantes do mesmo fabricante;
  • Escolha as opções certas ao comprar. Por exemplo, a pintura metálica e couro são melhores em carros executivos, enquanto navegação por satélite e ar-condicionado embutidos são desejáveis ​​em carros convencionais;
  • Faça uma boa manutenção do seu carro. Um histórico de serviço completo oferece tranquilidade aos compradores em potencial. Portanto, lembre-se de manter todos os documentos do carro, incluindo registros, recibos de serviço e seguros e em um só lugar;
  • Venda seu carro bem antes de seu modelo substituto chegar às concessionárias. 

Como calcular a depreciação de um veículo?

Há duas maneiras de calcular a depreciação de um veículo. E, mais uma vez, a depreciação do automóvel pode ter um impacto significativo sobre seu valor na hora de vendê-lo ou trocá-lo.

Para estimar quanto valor seu carro perdeu, basta subtrair o valor justo de mercado atual de seu preço de compra menos quaisquer impostos ou taxas sobre vendas.

Você consegue calcular o índice de desvalorização seguindo a seguinte fórmula:  

Índice de Desvalorização = [(valor do ano anterior – valor do ano seguinte) / valor do ano anterior] X 100.

Outra forma de cálculo é por meio do sistema da Receita Federal, o mesmo utilizado para computar impostos de empresas.

Ele considera a vida útil do carro como sendo de 5 anos, dessa forma, após esse período, o veículo não tem mais valor, segundo esse critério do sistema. 

Sendo assim, a desvalorização do carro é 20% a cada ano de vida e 1,666667% ao mês. Para essa fórmula, deve-se usar a idade do automóvel e fazer o cálculo da depreciação usando tais porcentagens. 

Portanto, se você está pensando em comprar um carro, pesquise o valor justo de mercado das versões mais antigas da marca e do modelo, para ter uma ideia do valor do carro no futuro.

Siga essa linha de raciocínio: se você comprou dois carros idênticos, estacionou um na garagem e dirigiu o outro, qual você acha que valeria mais em três anos? Será aquele com quilômetros mais baixos. 

E se você dirigisse os dois, mas mantivesse apenas um deles. Qual deles depreciará menos? Seria aquele que está em melhores condições.

Por isso é essencial tratar bem o seu carro. Certifique-se de fazer a manutenção de acordo com o cronograma de manutenção do fabricante e guarde todos os recibos e documentação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *